Crivella vai a evento da Igreja Universal e atrasa agenda da prefeitura

O evento da Universal, comandado por Edir Macedo, reuniu cerca de 5 mil pessoas, de acordo as postagens nas redes sociais do bispo. A assessoria de Crivella confirmou a participação dele no evento do Méier.

Antes de cumprir uma agenda oficial da prefeitura neste sábado, na Rocinha, Marcelo Crivella esteve num evento de comemoração dos 40 anos da Igreja Universal do Reino de Deus, na Praça Jardim do Méier, na Zona Norte do Rio. A ida do prefeito à cerimônia da igreja, no entanto, atrasou em quase uma hora e meia a pauta na comunidade da Zona Sul.

O evento da Universal, comandado por Edir Macedo, reuniu cerca de 5 mil pessoas, de acordo as postagens nas redes sociais do bispo. A assessoria de Crivella confirmou a participação dele no evento do Méier.

O prefeito estava sendo aguardado às 10h na Rocinha, conforme agenda divulgada por sua assessoria de imprensa. Porém, só chegou ao local às 11h19.

Ele permaneceu por pouco mais de meia hora na Rocinha, de onde foi embora às 11h55, sem discursar nem falar com a imprensa. Crivella deixou o local no meio de uma exibição de capoeira, por crianças da comunidade, comandada pelo Mestre Hulk.

Convidado a entrar na roda, recusou e preferiu se manter afastado, marcando o ritmo com palmas, em alguns momentos. Na sua chegada, um aulão de capoeira que estava acontecendo foi interrompido para que a cantora gospel Sara Rubi, de 17 anos, moradora da Rocinha, cantasse o louvor "Guia-me" para Crivella.

Antes disso, o prefeito visitou os estandes com serviços que estavam sendo oferecidos para a comunidade, conversou com o público e posou para fotos.

Evento na Rocinha

Moradores da Rocinha, na Zona Sul do Rio, participam de mais uma edição do projeto “Rio em Ação”, realizado pela prefeitura, na Vila Olímpica da comunidade, com a participação de órgãos públicos das esferas municipal, estadual e federal, além da sociedade civil.

Até as 13h, os moradores que comparecerem à Vila Olímpica da Rocinha puderam cuidar da beleza, se imunizar contra hepatite e HPV, além de ter acesso a vários serviços, como emissão de documentos de identidade, CPF e agendamento para retirada da carteira de trabalho. Também era oferecido cadastramento e atualização do CadÚnico, inscrição no Minha Casa Minha Vida e encaminhamento para o programa Jovem Aprendiz, entre outros.

O projeto, que é mensal e itinerante, tem objetivo de facilitar acesso da população do com menor Índice de Progresso Social (IPS) da cidade a serviços de utilidade pública, segundo a prefeitura.

Via: Extra